karinne Horrana era a única sobrevivente da chacina que deixou mais quatro motos. Foto: Reprodução/Facebook/Karinne Horrana

A Karinne Horrana Castro, de 18 anos, atingida com um tiro na cabeça em chacina na zona Oeste de Boa Vista teve morte cerebral confirmada pelo Hospital Geral de Roraima (HGR), segundo informou a Secretaria de Saúde (Sesau) na tarde desta quarta-feira (8).

Após a confirmação feita pela unidade de saúde onde a jovem estava internada desde o último dia 3, a família autorizou a doação dos órgãos.

Ela era a única sobrevivente da chacina que deixou outros quatro jovens mortos. Todos eles foram atingidos com tiro na cabeça, segundo informações da Polícia Militar. O crime ocorreu em uma casa no bairro Bela Vista.

A Sesau informou, em nota enviada à imprensa, que foi declarada a morte encefálica da paciente ainda na tarde de terça-feira (7).

“Após o consentimento formalizado da família, a Comissão Intra-Hospitalar de Doação de Órgãos e Tecidos para Transplante (Cihdott) do HGR, juntamente com a Central de Notificação, Captação e Distribuição de Órgãos (CNCDO) iniciou o processo para captação dos órgãos dentro dos protocolos preconizados pelo Ministério da Saúde”, informou nota da Sesau.

A chacina ocorreu na madrugada do último sábado (3). Vizinhos disseram que ouviram os disparos e que acreditam que os jovens tivessem algum envolvimento com facções criminosas que atuam na capital, mas esta informação não foi confirmada pela Polícia. 

Os policiais isolaram a área para a realização da perícia. A suspeita é que os envolvidos estivessem em uma festa na casa, quando foram surpreendidos no meio da madrugada. O caso é investigado pela Delegacia Geral de Homicídios.

Comentários no Facebook