Foto: reprodução

O senador Chico Rodrigues (DEM-RR), um dos vice-líderes do governo, decidiu voltar atrás e retirou sua assinatura de apoio à proposta que proíbe o nepotismo na administração pública. O prórpio senador tem como suplento o filho, Pedro Arthur.

Rodrigues disse que assinou a proposta sem ler direito e na correria.

O texto, do senador Styvenson Valentim (Podemos-RN), veda essa prática. Se tivesse em vigência, Jair Bolsonaro, por exemplo, não poderia ter indicado seu filho para embaixador nos Estados Unidos.

Comentários no Facebook