Paciente foi informado que há pendências da Sesau com a agência que fornece as passagens. Foto: Ascom/ Sesau

Um paciente que fez tratamento fora de domicílio (TFD), por meio do governo de Roraima, relatou dificuldades para voltar para casa. O jovem de 27 anos, que pediu para não ter o nome divulgado, teve alta na última quinta-feira (8), mas até essa segunda-feira, 12 de julho, não recebeu previsão sobre a emissão das passagens áreas.

Ele, que está em São Paulo após realizar uma cirurgia no ouvido, conta que a resposta que recebeu foi de ‘não haver previsão’. O jovem viajou acompanhado do pai ainda no mês de julho.

“Na sexta-feira eu solicitei as passagens de volta, com toda a documentação que o TFD pede. Mas, tive resposta. Hoje eu liguei e uma atendente me falou que não tinha previsão porque há pendências na Secretaria de Saúde com a agência que fornece as passagens”, contou.

O paciente relata que desde então se mantém na cidade com recursos próprios. “A diária que o TFD paga é de R$ 89,50. Isso não se paga uma estadia em cidade grande com alimentação e transporte”, contou, acrescentando que outros pacientes estão na mesma situação.

O que o governo diz
A Secretaria de Saúde do Estado (Sesau) informou, por meio da Coordenadoria de Regulação Tratamento Fora de Domicílio (TFD), que até a próxima quarta-feira (14) o caso do paciente será solucionado.

“A Secretaria de Saúde informa também que, em relação aos gastos que o paciente teve após a alta, o mesmo vai prestar contas e ser ressarcido pela Secretaria, conforme os valores das diárias estipulados pelo TFD”, finalizou  nota.

Comentários no Facebook