Foto: reprodução

Mato crescendo por todos os lados, estrutura física precária e poucas condições para executar o trabalho de dar aulas e administrar uma das maiores unidades públicas de ensino da rede estadual de educação. Esta é a realidade de quem estuda ou trabalha na Escola Estadual Gonçalves Dias, no bairro Canarinho, em Boa Vista.

“A unidade escolar está entregue aos animais, literalmente. Além de ratos e baratas, os escorpiões estão dando as caras por aqui. É difícil conseguir manter a escola limpa e, já teve dia de não ter nenhum funcionário para realizar a limpeza da escola. Os alunos tomam a frente e fazem o que a secretaria de educação do estado deveria fazer”, disse uma servidora.

Escorpiões fazem parte da rotina da unidade escolar. Foto cedida.

“A merenda é ruim, não há conforto algum dentro da escola e a sujeira está tomando conta. Nossa sorte é que o nível dos professores é alto, é o que faz a gente querer vir todos os dias. Se depender do governo, a escola vai cair com a gente dentro”, destacou uma aluna.

Alunos têm ajudado na limpeza da unidade, na ausência de servidores terceirizados. Fotos cedidas.

Secretaria de Educação do Estado 

A Seed (Secretaria de Educação e Desporto) esclarece que a capina das escolas é realizada mediante cronograma de atendimento elaborado pelo DELOG (Departamento de Logística) e que a Escola Gonçalves Dias estava programada para ser atendida nesta semana, porém as equipes da Seed estão todas mobilizadas em atendimento à Escola Estadual Ana Libória, por conta da transferência dos estudantes da Escola Ayrton Senna. A Escola Gonçalves Dias deverá ser atendida na próxima semana.

Em relação à limpeza da unidade, a escola conta com quatro funcionários de firmas terceirizadas para efetuar o serviço. Sobre a dedetização do espaço, esta é realizada mediante solicitação da escola e incluída também em um cronograma de atendimento.

Comentários no Facebook