Pacientes esperam atendimento em recepção com moscas . Foto: Arquivo pessoal/Chirley Mara

A dona de casa Chirley Mara conta que esperou mais de oito horas para que o filho de 5 anos fosse atendido no Hospital da Criança Santo Antônio, em Boa Vista, nesta quinta-feira (7). Além da demora, ela disse que a recepção da unidade está tomada por moscas e sujeira.

O hospital, mantido pela Prefeitura de Boa Vista, fica localizado no bairro 13 de Setembro, zona Sul, e tem sido alvo frequente de denúncias.

A mãe da criança explicou que ao chegar na unidade, o paciente precisa esperar na recepção, para depois ser chamado na sala da triagem (que classifica a urgência do atendimento) e, só então, na sala do médico. No entanto, independente do quadro de saúde, familiares e pacientes terão de esperar no local infestado de moscas.

Chirley relatou que chegou no hospital por volta de 3h. O filho estava com febre, dores na garganta e feridas na boca. Ainda na recepção, uma servidora da unidade orientou que a mulher desse um banho na criança para diminuir a febre. No entanto, os banheiros do lado de fora da unidade são de uso coletivo.

“Eu tive que esperar numa fila para poder usar o banheiro. O local estava muito sujo, pois todas as pessoas que estão fora da unidade podem ter acesso”, contou a dona de casa, acrescentando que há uma equipe da Guarda Civil Municipal que tranca parte do hospital para impedir o tumulto.

De acordo com a mãe da criança, depois de muita insistência, conseguiu que o filho fosse atendido por volta de 12h. “Não foi pedido nenhum exame. Nada. O médico disse apenas que meu filho está com a garganta inflamada e receitou três medicamentos, que teriam na própria unidade”, disse.

A mãe da criança buscou a farmácia do Hospital da Criança, mas foi informada por servidores que nesta quinta-feira o local não iria abrir. “Eu tive de voltar para casa e vou comprar os medicamentos”, afirmou.

A reportagem do Roraima 1 cobrou um posicionamento da prefeitura de Boa Vista, tendo em vista o risco de contaminação na unidade de saúde, mas ainda não obteve resposta.

Comentários no Facebook