Fardamento curta cerca de R$ 120. Foto: Arquivo pessoal

A familiar de um preso que cumpre pena na Penitenciária Agrícola o Monte Cristo, na zona Rural de Boa Vista, procurou o Roraima 1 nesta terça-feira (11), para reclamar da demora da entrega do uniforme aos detentos. Segundo ela, a compra do fardamento foi autorizada após um surto de sarna que deixou mais de 20 reeducando internados no Hospital Geral de Roraima (HGR). 

À reportagem ela contou que em janeiro deste ano, o secretário de justiça e cidadania (Sejuc), André Fernandes, autorizou aos familiares a compra de uniforme, kits de higiene e sandálias. Após isso o material deveria ser entregue na sede da pasta e em seguida seria dado aos presos, mas até o momento isso não foi feito.

A mulher disse ainda, que a situação no presídio continua a mesma como superlotação e com muitos detentos doentes. Segundo ela, a Sejuc havia informado que a entrega dos materiais deve ser feita somente na quinta-feira (13), durante a passagem do ministro da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro, por Roraima. 

“Já que está nessa situação, o material de higiene já poderia ter sido entregue para que eles [os presos] tenham um banho digno”, comentou.

Em nota, a Sejuc garantiu que os kit de higiene estão sendo entregues conforme o recebimento dos materiais deixados pelos familiares na sede da pasta das 7h30 às 13h de segunda a sexta.

Já sobre a entrega dos uniformes a secretaria disse ela deve ocorrer somente após uma ação de saúde previstas pra ocorrer no próximos dias dentro da unidade.

ReportagemRedação

Deixe seu comentário

Please enter your comment!
Please enter your name here