A ação cita que que nos casos permitidos de circulação de pessoas, seja obrigatório o uso de máscaras. Foto: Getty Images

O resultado da primeira fase da pesquisa de prevalência do coronavírus na população brasileira traz um dado alarmante: só em Boa Vista, a estimativa é de que há 17,9 mil pessoas que já tiveram contato com o vírus. O número é sete vezes maior do que o total de casos confirmados em todo o estado, que nesta segunda-feira (25) chegou a 2.583.

Os dados foram revelados por um estudo  coordenado pela Universidade Federal de Pelotas (UFPel) e ampliado pelo Ministério da Saúde para o país, atingindo 133 cidades. Na primeira fase em Boa Vista, um pesquisador chegou a ser detido após denúncias falsas de moradores.

O coordenador da pesquisa, epidemiologista e reitor da UFPel, Pedro Curi Hallal, destaca que há milhões de infectados no país e indica que possa haver subnotificação dos casos.

“O resultado mais impressionante é que a contagem de casos no Brasil, que até hoje era feita em milhares, tem que ser feita em milhões. Para se ter uma ideia da relevância desse número, o nosso estudo estima que só na capital de São Paulo tenha 380 mil pessoas que estão ou já estiveram infectadas. O número é maior do que os registrados em todo o Brasil. E isso dá ideia da magnitude da subestimativa do número de casos nas estatísticas oficiais”, avalia Hallal.

Com a margem de erro o dado seria 16,6 mil a 19,2 mil contaminados. Na véspera do começo das entrevistas, Roraima tinha 1,4 mil casos oficiais. Isso mostra uma subnotificação de pelo menos 11 casos para cada registro oficial na capital.

Os dados do estudo colocaram Boa Vista como a 11ª cidade e a sexta capital entre as 90 pesquisadas a ter o maior índice de pessoas que teve contato com o coronavírus.

Distanciamento

Ainda de acordo com os pesquisadores, Roraima ficou como o terceiro estado que menos respeita a orientação de permanecer em casa.  Apenas 47,3% dos entrevistados disseram que ficam em casa o tempo todo ou sair somente para as atividades essenciais.

Os pesquisadores, que são do Ibope Inteligência, trabalharam entre 14 e 21 de maio, em 90 cidades. Em Boa Vista, 250 pessoas participaram do estudo. As 90 cidades correspondem a 25,6% da população brasileira, totalizando 54,2 milhões de pessoas, entre as quais 760 mil estariam infectadas.

Deixe seu comentário

Please enter your comment!
Please enter your name here