Foto cedida

Um vídeo enviado por um servidor do Hospital Geral de Roraima (HGR) mostra a lotação durante o atendimento na noite desta quarta-feira (27), na unidade de referência para atendimento aos pacientes da Covid-19 no estado.

De acordo com a Defensoria Pública do Estado (DPE), as unidades estaduais estão funcionando com 40% acima de suas capacidades, e isso fez com que a DPE ingressasse com uma ação civil pública contra a Secretaria de Saúde do Estado (Sesau), para a obtenção de novos leitos em caráter emergencial.

“A ação cobra a manutenção das diretrizes mínimas do Plano de Contingência do Estado de Roraima para enfrentamento da Covid-19, fornecendo imediatamente insumos, recursos humanos, ou seja, médicos, enfermeiros, nutricionistas, fisioterapeutas, entre outros profissionais. Além de equipamentos hospitalares necessários ao pleno e efetivo funcionamento de todos os leitos clínicos e de UTI já disponibilizados pela União no Hospital de Campanha, cumprindo o Plano Estadual de Contingência e o Termo de Cooperação, estruturando os leitos com todos os recursos materiais, equipamentos, insumos e recursos humanos necessários para seu funcionamento”, informou a Defensoria Pública de Roraima.

Assista:

Em nota, a Direção do HGR informou que nos últimos dias houve um aumento da demanda de pacientes que procuram a unidade hospitalar em busca de atendimento. Além  disso vale ressaltar que nos fins de semana as UBS´s (Unidade Básica de Saúde) não funcionam, o que causa o aumento no fluxo de pacientes no HGR.

“Ressalta-se ainda que nos meses de maio e junho, Roraima registra o aumento de casos relacionados às doenças respiratórias comuns, como gripes e resfriados, por conta do período de inverno. E nesse momento há ainda uma demanda maior, por conta a pandemia causada pelo Coronavírus”, diz a nota.

A Sesau diz que o hospital conta com 112 leitos de enfermaria e 38 leitos com ventiladores mecânicos.

“Vale reforçar que todos os pacientes estão sendo assistidos, uma vez que a gestão está adotando providências para reorganização do fluxo, para ampliar o número de leitos e assim garantir a continuidade no atendimento de toda a demanda”, conclui.

A fonte que enviou o vídeo à reportagem garantiu que os pacientes que aparecem nele apresentam sintomas semelhantes à Covid-19. Roraima registrou até ontem à noite (27), 2.959 casos confirmados e 102 óbitos em decorrência da doença. Outras 16 mortes ainda são investigadas.

1 commentário

  1. Isso aí e tudo verdade,eu presenciei isso lá TB ,tá um caos no HGR pacientes passando mal,morrendo,sem atendimento tá muito difícil lá dentro KDE o senhor governador de Roraima. o povo perde socorro.

Deixe seu comentário

Please enter your comment!
Please enter your name here