Foto: Divulgação

O novo coronavírus avança pelas comunidades indígenas de Roraima e faz o Distrito Sanitário Especial Indígena Leste (DSEI-L) ser o local com mais diagnósticos confirmados para a doença, de acordo com dados mais recentes da Coordenação das Organizações Indígenas da Amazônia Brasileira (Coiab).

Até 27 de julho, a entidade contabilizou 1,3 mil casos da doença no distrito. Os DSEIs do Maranhão (1,2 mil casos), Alto Tapajós (1,1 mil casos), Alto Rio Solimões (1 mil casos) e Guamá-Tocantins (904) fecham a lista dos distritos mais atingidos.

Ao todo, de acordo com a entidade, seis povos foram atingidos pelos vírus em Roraima:

  • Macuxi;
  • Taurepang;
  • Yanomami;
  • Wai Wai;
  • Warao;
  • Wapichana.

O estado já contabilizou ainda 58 mortes pela doença entre indígenas, a maior parte das vítimas são Macuxi (58).

Deixe seu comentário

Please enter your comment!
Please enter your name here