Hospital de Campanha, em Boa Vista - Foto: Arquivo/Ascom-Sesau/RR

O Governo de Roraima irá reabrir a Área de Proteção e Cuidados (APC), também conhecida com Hospital de Campanha, para atender pacientes e desafogar o Hospital Geral de Roraima (HGR) após o crescimento no número de casos de Covid-19 no estado. A unidade referência no tratamento aos pacientes com o coronavírus só tem um leito de UTI disponível para casos graves.

Na tarde desta terça-feira (12) o secretário de saúde, Marcelo Lopes, acompanhado do secretário adjunto, Armando Santos, fez uma vistoria na unidade. A expectativa é que a partir da próxima segunda-feira (18) o local esteja com os leitos de enfermaria disponíveis para começar a receber pacientes.

Lopes explica que a proposta da Sesau é que até o início de fevereiro a estrutura esteja totalmente concluída para receber os pacientes do HMINSN (Hospital Materno Infantil Nossa Senhora de Nazareth).

“Inicialmente a APC vai atender pacientes acometidos por agravos gerais, para que o HGR volte a prestar o atendimento exclusivo aos pacientes acometidos pela COVID-19. Nossa expectativa é no primeiro momento dispor de aproximadamente 80 leitos, e realizar a ampliação conforme a demanda for aparecendo”, disse o secretário.

O Governo de Roraima assumiu a gestão do Hospital de Campanha, em dezembro do ano passado. A princípio, a unidade serviria como suporte para receber pacientes internados no Hospital Geral de Roraima (HGR) e do Hospital Materno Infantil Nossa Senhora de Nazareth.

O Hospital de Campanha de Boa Vista foi aberto em junho com 80 leitos iniciais. A unidade foi aberta após três meses de espera. A Área de Proteção e Cuidados (APC) funcionava como um hospital, atendendo pacientes em situações menos graves por conta de estrutura e complexidade, e servindo como suporte ao Hospital Geral de Roraima (HGR).

Deixe seu comentário

Please enter your comment!
Please enter your name here