Prefeito Arthur Henrique nomeia Teresa Surita como consultora-geral: criatura monitorada de perto pelo criador (Foto: Divulgação)

 

Que a ex-prefeita Teresa Surita (MDB) não sabe sobreviver sem um cargo público já é de conhecimentos público, desde que aqui chegou, no final da década de 1980, como a desconhecida mulher de Romero Jucá, à época nomeado governador biônico de Roraima.

Assim como também é notório que foi o grupo dela, sob os comandos do hoje ex-senador Romero Jucá (MDB), que criou o hoje prefeito de Boa Vista, Arthur Henrique (MDB), um então obscuro vice que só ganhou vida de verdade nas eleições passadas, deixando definitivamente as sombras.

Muito óbvio que a criatura não pode ficar longe do monitoramento do criador. Então, Teresa juntou a fome com a vontade de comer, por isso ela foi nomeada consultora-geral da Prefeitura de Boa Vista, não só para continuar com rendimento, mas muito mais que isso.

Teresa precisa ficar perto da criatura, monitorar pessoalmente os processos das empresas paulistas que recebem milhões, além de outras faturas não menos milionárias, e se colocar em evidência política para satisfazer suas pretensões políticas futuras.

A ex-prefeita poderia muito bem viver da empresa de plantio de mogno africano que ela ajudou o marido a montar, em sua fazenda no bairro Cidade Satélite, no valor de R$12 milhões; poderia descansar por meses do peso que ela vivia dizendo que estava carregando sozinha; ou simplesmente viver do rendimento da farta grana que acumulou por mais de duas décadas.

Mas não. Como o prefeito Arthur decidiu colocar as unhas pra fora e começou a conduzir muito melhor que ela a questão da segunda onda do coronavírusmelha, logo foi ligada a luz ver. Ele também vinha sendo aconselhado pela serpente a comer só um pedaço da maçã.

Então, Teresa e Jucá decidiram agir logo, com a ex-prefeita tendo que ser indicada secretária de forma urgente, não só para vigiar a criatura e ditar os passos, mas cuidar das galinhas de ovos de ouro que lá ficaram.

Nada de criar asinhas, viu Tutu?

Tutu é como está sendo chamado o prefeito Arthur por meio de memes. Agora quem manda na Prefeitura é a administração Tetê e Tutu. Que ninguém estranhe se o prefeito voltar a ser apenas uma sombra nas solenidades municipais. Será apenas consequência do que foi arquitetado para Tutu, que precisa apenas seguir as ordens.

A criatura agora está amarrada. Afinal, foi tudo decidido e desenhado a partir de outubro por Teresa, que renovou os contratos milionários com as duas empresas paulistas que recebem milhões a cada ano e decidiu o que deveria ser feito nas principais secretarias.

Tuto até ia bem, com a perseguição aos pequenos seguindo os mesmos moldes da administração anterior, esculachando pequenos empreendedores e moradores que eles apontam como invasores sem chance de defesa.

Porém, a criatura decidiu criar asinhas na questão da pandemia. Mas, agora, com Tetê no seu encalço, ele terá que manter tudo como está, com postos de saúde em número reduzido atendendo à população e fazendo de tudo para manter uma guerra política com o Governo do Estado, enquanto a população morre de coronavírus.

Se tudo continuar como antes na saúde municipal, vamos reviver o filme de terror que ninguém quis assistir no ano passado, enquanto Tetê recebe grana dos cofres públicos e cuida de seus negócios bem de perto…

*Colunista

 

Deixe seu comentário

Please enter your comment!
Please enter your name here