Documentário aborda violência contra comunidade LGBTQIA+ em Roraima

1768

 

1 comentário

  1. – Eu acredito que alguns ativistas LGBTQIA+ tenham sofrido agressões tanto moral quanto física promovida por pessoas intolerantes. Contudo, verdade se diga, a sociedade está de saco cheio dessa história de homosexuais, trans, o diabo-a-quatro quererem impor, a ferro e fogo, que sua opção sexual é correta, normal e que todos devem aplaudir. Todo mundo tem direito de escolher o que quiser e o fato de eu não discriminar não implica que eu queira também ser homo, trans, o que quer que seja, nem concordar ou aplaudir. Podem me rotular de homofóbico, não me importo, mas em democracia a maioria faz as regras e as minorias se obrigam a cumprir. Simples assim.

Deixe seu comentário

Please enter your comment!
Please enter your name here