Foto: Roraima 1

 

TV 1 | Dr. Wagner Costa fala sobre depressão e suicídio. www.roraima1.com.br#anoticianapalmadamao

Publicado por Roraima 1 em Sexta-feira, 25 de janeiro de 2019

 

O TV1 desta sexta-feira (25) traz o psicólogo Wagner Costa, para falar sobre temas que devem ser discutidos diariamente. Depressão e suicídio foram abordados na entrevista, apresentada pelo jornalista Rubens Medeiros.

Para as pessoas que acham que depressão é ‘frescura’ e enxergam que só quem está sofrendo é que pode resolver, o psicólogo comentou que isso ocorre porque depressão ainda é um tabu. “As pessoas não querem falar sobre depressão”, frisou.

“Mas é um problema de saúde pública que precisa ser muito discutido, sempre. Por isso a ideia de se realizar debates e trazer a tona à realidade de pessoas que precisam de ajuda”, ressaltou Costa.

Quem não conversar e ouvir a pessoa que está sofrendo, também não se deve desqualificar o sentimento do outro. “Geralmente as pessoas usam a frase do tipo ‘isso é coisa da sua cabeça’, mas qualquer coisa da sua ou da minha cabeça é real na subjetividade de quem está sofrendo. Isso só piora a situação de quem ta com depressão ou ansiedade”, afirmou Costa.

Como a depressão se desencadeia?

O psicólogo Wagner Costa disse que a depressão pode ser classificada de duas maneiras: a química, que tem componente hereditário, que é fisiológico que vai tratar com medicação. Tem ainda a depressão que surge a partir de evento da vida.

“As duas situações se misturam. Se você não tem perfil fisiológico para ter depressão, vai ter alguns problemas existenciais e isso não te abala. Outras pessoas vão ter situação que vão desencadear a depressão”, explicou Costa.

Segundo ele, não existe um exame que diz ‘você vai ter depressão’. “Aliás, esse é o sonho da medicina”, comentou.

Como se prevenir

Prevenção é cuidar da saúde mental, no sentido de não se deixar adoecer, porque o estilo de vida que a pessoa leva e o pensamento de vida que ela tem podem levá-la à depressão.

“Uma maneira de se prevenir é observar desde criança ou jovem como uma pessoa lida com os problemas da vida. Se já tem uma tendência de ter uma visão negativa dele mesmo, do mundo e do futuro pode-se dize que é candidato a depressão”, disse Costa.

Para se proteger, nada melhor do que mudar a forma de pensar. “A psicologia estimula as pessoas a serem otimistas. Precisamos aprender lidar com os problemas do mundo, acreditando que eles podem ter soluções”, ressaltou o psicólogo.

Todo suicida é depressivo?

Wagner Costa afirmou que não necessariamente. Mas, conforme explicou as pessoas que cometem suicídio, se for observar o histórico, ela já tem uma maneira de pensar que é depressiva.

“Tem pessoas que cometem suicídio porque acontece algo na vida e no momento de desespero cometem tal ato”, afirmou, dizendo que um exemplo muito comum são garotas adolescentes que engravidam e a família não sabe, e cometem suicídio por desespero.

Sobre Roraima ser um dos estados com grande número de suicídio proporcional a população, Costa disse que é preocupante.

“O que se ver é que o jovem não tem muita perspectiva. Então se deve trabalhar o jovem, a perspectiva do futuro para que não enxergue o mundo como um lugar ruim. Se perder o prazer ou a vontade de viver ele tende a se deprimir e a depressão é o impulsionador para o suicídio”, finalizou.

 

Deixe seu comentário

Please enter your comment!
Please enter your name here