Hiran Gonçalves é médico e deputado federal. Foto: acervo pessoal.

O médico oftalmologista e deputado federal Hiran Gonçalves (Progressistas) falou sobre o fato de o governo do estado de Roraima ter suspendido o  convênio que sua clínica oftalmológica possui desde o ano de 2004 com o SUS – Sistema Único de Saúde. Para ele, a motivação da suspensão é “falta de organização” do Governo.

“Temos cerca de 1.500 pacientes na fila esperando por uma cirurgia. Fomos informados do vencimento do convênio, que há muitos anos é feito de forma automática e agora não foi. Não é por lucro, porque a tabela do SUS é rejeitada por grande parte das clínicas privadas justamente por não compensar. É um trabalho de cunho social. Não sei se a intenção foi me prejudicar politicamente, até porque quem se prejudica não sou eu, mas sim os pacientes que estão à espera de tratamento”, disse o parlamentar.

O deputado ainda disse que a clínica só recebeu há 20 dias, os valores referentes aos serviços prestados nos meses de outubro, novembro e dezembro de 2018, o que confirma, segundo ele, que a intenção não é comercial.

Em comunicado oficial a clínica publicou em suas páginas na internet o comunicado de suspensão dos atendimentos por meio do SUS.

“A Clínica Proftalmo informa a seus pacientes SUS, que por razões desconhecidas lamentavelmente NÃO teve se convenio aditado pela Secretaria de Saúde do Governo do Estado.  Por esta razão, desde 2004, prestando serviços com excelência em oftalmologia, a clínica fica pela primeira vez impedida de atender a nossa população que tanto necessita dos serviços. Esperamos  que a morosidade e inabilidade da atual gestão não venha prejudicar por muito mais tempo nossos pacientes do sistema único de saúde”, diz o comunicado.

Na internet, houve manifestações dos pacientes. “Senhora Cecilia (Lorezom, secretária de saúde) achamos bom que a senhora comece a trabalhar para o povo e deixe de perseguir médicos […]. Chega de delongas e mostre trabalho pois saúde é (um assunto) muito complexo é você está querendo resolver tapando o sol com a peneira”, publicou.

“É de se lamentar”, disse outro internauta.

Governo do Estado – A Sesau (Secretaria Estadual de Saúde) informa que o convênio com a clínica Proftalmo venceu no dia 15 de junho deste ano, ainda na gestão anterior. Quando a secretária Cecília Lorezom assumiu a pasta, no dia 17 de junho, não houve como renová-lo, em razão do vencimento do mesmo.

 Ciente da importância desse tipo de serviço para população, a Secretaria abriu um novo credenciamento para o cadastro de empresas. O processo está atualmente em fase de tramitação e todas as empresas especializadas em atendimento oftalmológico poderão participar.

 Por fim, a Sesau destaca que possui contrato com uma empresa que presta o mesmo tipo de serviço e que a população continua sendo atendida normalmente, sem nenhum tipo de prejuízo.

Comentários no Facebook