Foto: Alex Paiva

A CPI da Saúde, da Assembleia Legislativa de Roraima, realizou na tarde desta quinta-feira (12) a terceira reunião do grupo. Neste encontro foram divididos entre os deputados os processos solicitados à Sesau (Secretaria Estadual de Saúde) para análise pelos parlamentares. Cópias de volumes de oito processos estão no Poder Legislativo.

A Comissão Parlamentar de Inquérito solicitou contratos da Sesau dos últimos cinco anos durante a primeira diligência externa realizada na última segunda-feira (9), quando foram feitas cópias dos processos.

Para agilizar o andamento dos trabalhos da comissão, o relator do grupo investigatório, deputado Jorge Everton (MDB), solicitou ao presidente da CPI, deputado Coronel Chagas (PRTB), a distribuição dos processos entre os membros, o que foi atendido. Com isso, os volumes foram divididos para, posteriormente, passarem por uma reanálise do relator.

“São diversos volumes, diversas caixas para serem analisadas. Esses processos foram distribuídos para dividir o trabalho, para que a gente possa evoluir com mais rapidez, para que na próxima reunião administrativa da Comissão tenhamos outros encaminhamentos, outras diligências e outras pessoas para serem ouvidas”, destacou Coronel Chagas.

Na próxima segunda-feira (16) está prevista a primeira arguição pelo grupo, com a presença do ex-secretário estadual de Saúde, Ailton Vanderlei. “Temos muito trabalho e o objetivo nosso é apurar as irregularidades, identificar os responsáveis por isso,  visando contribuir com a prestação da saúde a população roraimense”, disse o presidente do grupo.

O parlamentar também apresentou aos membros a resposta de uma solicitação feita pela CPI à Coopebras, cooperativa médica atuante nas Unidades Hospitalares no Estado. A instituição encaminhou ao Poder Legislativo o estatuto e contrato social junto à Sesau.

Os parlamentares participantes desta reunião foram Coronel Chagas, Nilton Sindpol (Patri), Jorge Everton, Soldado Sampaio (PCdoB) e Lenir Rodrigues (Cidadania).

CPI

Instalada no dia 27 de agosto pelo presidente da Assembleia Legislativa, deputado Jalser Renier (SD), a CPI da Saúde foi criada para analisar a situação do Sistema Público de Saúde do Estado. O requerimento foi feito após denúncias feitas em redes sociais por Ailton Vanderlei ao deixar a gestão da pasta. Esta é a primeira CPI instalada na Assembleia Legislativa na atual legislatura.

Comentários no Facebook