Número deve crescer exponencialmente caso governantes não adotem medidas mais rígidas - Foto: Bruno Kely

O Brasil confirmou 623 novas mortes por Covid-19 nas últimas 24 horas. O total de óbitos desde o início da pandemia no país, há pouco mais de três meses, é de 29.937.

O país também registrou 12.247 novos casos confirmados. O total é de 526.447. Os dados são de balanço divulgado pelo Ministério da Saúde.

Embora com aumento em relação ao dia anterior, o número de novos casos e mortes confirmados nesta segunda (1) ficou abaixo do registrado na última semana, quando a média ficou em 20 mil novos casos e cerca de mil mortes.

O governo, porém, afirma que uma queda é esperada sempre aos domingos e segundas-feiras devido ao menor número de equipes que trabalham aos finais de semana nos laboratórios onde os testes são processados.

Técnicos do Ministério da Saúde também alertam que o número real de casos no Brasil tende a ser maior. Entre os motivos, estão subnotificação devido à baixa oferta de testes e ocorrência de casos suspeitos ainda em análise.

Atualmente, o país soma 4.412 mortes em investigação.

Análises feitas pelo Ministério da Saúde têm apontado que o país segue em tendência de aumento de casos e mortes, sem que haja sinais de desaceleração. O pior da pandemia ainda não chegou para o Brasil, segundo afirmou nesta segunda o diretor-executivo da OMS (Organização Mundial da Saúde), Michael Ryan.

Dados compilados pela Universidade John Hopkins (EUA) apontam que o país é hoje o segundo em número de registros da Covid-19, atrás apenas dos Estados Unidos, que soma quase 1,8 milhão de casos.

Em número de mortes, o Brasil ocupa a quarta posição no ranking, atrás de EUA, Reino Unido e Itália.

O país também já vive um processo de interiorização da epidemia, com crescimento no número de municípios com casos da doença, segundo a pasta.

Primeiro a confirmar a chegada da Covid-19, o estado de São Paulo tem hoje o maior número de registros da Covid-19, com 111.296 casos confirmados e 7.667 mortes.

Além de São Paulo, outros estados com maior número de casos confirmados são Rio de Janeiro (54.530), Ceará (50.504), Amazonas (41.774) e Pará (38.046).

Em total de mortes, os maiores registros ocorrem, depois de São Paulo, no Rio de Janeiro (5.462), Ceará (3.188), Pará (2.925), e Pernambuco (2.875).

Já quando observada a incidência, parâmetro que considera o total de casos pela população, os maiores índices ocorrem no Amapá e Amazonas, locais onde a taxa de incidência chega a ser cinco vezes a taxa nacional.

​Balanço do Ministério da Saúde aponta ainda que, dos 526.447 casos confirmados, 285.430 estão em acompanhamento, 211.080 já se recuperaram e 29.937 morreram.

Deixe seu comentário

Please enter your comment!
Please enter your name here