Yanomami em fileira durante encontro de lideranças Yanomami e Yek'wana, em novembro de 2019. Foto: Arquivo/Victor Moriyama/ISA

Dados da Coordenação das Organizações Indígenas da Amazônia Brasileira (Coiab) divulgados nesta segunda-feira (14) apontam que o novo coronavírus já infectou 2.903 indígenas em Roraima. Desses, 81 morreram por complicações da doença. No total, a entidade cita que há 128 povos dos nove estados da Amazônia lutando contra a Covid-19 até o momento.

Conforme a Coiab, os povos indígenas que perderam entes por conta do coronavírus em Roraima são:

  • Macuxi (19 mortes);
  • Taurepang (2);
  • Wai Wai (2);
  • Warao (2);
  • Yanomami (7) e;
  • Wapichana (6)

Ainda de acordo com o levantamento, 43 indígenas que morreram pela doença no estado não tiveram suas etnias identificadas.

Os números da Coiab foram atualizados pela última vez nesta segunda-feira (14). O estado com mais povos atingidos é o Amazonas (35), seguido de Pará (25) e Mato Grosso (17).

A organização também cita que há 634 casos suspeitos, 23.157 casos confirmados e 649 mortes registradas em 90 povos indígenas da Amazônia por causa da Covid-19.

O levantamento da Coiab é feito com base em boletins informativos e notas de falecimento emitidas pela Secretaria Especial de Saúde Indígena (Sesai) do Ministério da Saúde, além de relatos de lideranças indígenas, profissionais da saúde indígena e organizações que fazem parte da rede da organização.

Deixe seu comentário

Please enter your comment!
Please enter your name here